quinta-feira, 1 de junho de 2017

Ode 5 - Amir Khusrau-e-Dehlavi ( Amir Khusrow )

       



Ode 5 - Amir Khusrau-e-Dehlavi ( Amir Khusrow )


1. Once more, the heart of me - mad in (divine) love – has been lost in her street; why on earth did observe that drunken form ?
2. Oh breeze, at times when you happen to pass by those (lovely) spot, put that stranger in mind of her old friends.
3. Every night her thought enters my heart from every quarter; what side of this ruined abode (e, e, the heart) am I to keep, guard over.
4. Life has passed away, and the narrative of our love has not ended; the night has worn away, and I (must) therefore cut short my romance.
5. Tell the flames to envelope the soul, and the fire to burn away the heart; the candle is not of those who pity the moth.
6. Our very soul is ruined at her sight, whereas her coquetry is beyond all limits; we are intoxicated by the least smell (of wine), and I the cupbearer hands us too full a goblet.
7. Oh heart! after all, you did once frequent this lane of ours; have you so entirely forgotten this (old) abode?
8. I do not stand in need of thy asking me to abandon all reputation and good name, for no one teaches a lesson in notoriety to mad men.
9. Khusrau is comfortable with the burnings of his heart (i. e. love) and he is unacquainted with the pleasures of this world; how can the fire eating bird (i.e. the salamander) relish a grain of earn.



Ode 5 - Amir Khusrau-e-Dehlavi ( Amir Khusrow ) - Tradução em Português


1. Mais uma vez, o coração de mim - apaixonado pelo amor (divino) ficou perdido em sua rua; Por que a Terra observou aquela forma bêbada?
2. Oh brisa, nas vezes em que você passa por aqueles (adorável) local, coloque esse desconhecido em mente de seus velhos amigos.
3. Toda noite, seu pensamento entra no coração de cada quarto; Que lado dessa morada arruinada (e, e, o coração) devo guardar, proteger.
4. A vida faleceu e a narrativa do nosso amor não terminou; A noite se desgastou, e eu (deve), portanto, cortar meu romance.
5. Diga as chamas para envolver a alma e o fogo para queimar o coração; A vela não é daqueles que compadecem a mariposa.
6. Nossa própria alma está arruinada à sua vista, enquanto sua coqueteria está além de todos os limites; Nós somos intoxicados pelo menor cheiro (de vinho), e eu, o copiador, nos entrega uma taça demais.
7. Oh coração! Afinal, você fez uma vez que frequentou a nossa nossa; Você esqueceu tão completamente esta morada (antiga)?
8. Não me importo que você me peça para abandonar toda reputação e bom nome, pois ninguém ensina uma lição de notoriedade aos homens loucos.
9. Khusrau está confortável com as queimaduras de seu coração (i. E. Amor) e ele não conhece os prazeres deste mundo; Como pode o pássaro comendo fogo (ou seja, a salamandra) saborear um grão de ganhar.



Ode 5 - Amir Khusrau-e-Dehlavi ( Amir Khusrow ) - La traducción en español


1. Una vez más, el corazón de mí - enloquecido por el amor (divino) - se ha perdido en su calle; ¿Por qué en la tierra observó esa forma borracha?
2. Oh brisa, a veces cuando pasan por esos (precioso) lugar, poner ese extraño en la mente de sus viejos amigos.
3. Cada noche su pensamiento penetra en mi corazón desde todos los rincones; Qué lado de esta morada arruinada (e, e, el corazón) soy yo para guardar, guardia.
4. La vida ha pasado, y la narración de nuestro amor no ha terminado; La noche se ha desgastado, y debo cortar mi romance.
5. Dile a las llamas que envuelvan el alma, y ​​el fuego queme el corazón; La vela no es de aquellos que tienen piedad de la polilla.
6. Nuestra alma se arruina ante su vista, mientras que su coquetería está más allá de todos los límites; Estamos embriagados por el menor olor (de vino), y yo el copero nos da una copa demasiado llena.
7. ¡Oh corazón! Después de todo, una vez frecuentaste este carril nuestro; ¿Has olvidado tan completamente esta vieja morada?
8. No necesito que me pidan que abandone toda reputación y buen nombre, pues nadie enseña una lección de notoriedad a los locos.
9. Khusrau se siente cómodo con las quemaduras de su corazón (es decir, el amor) y no conoce los placeres de este mundo; ¿Cómo puede el pájaro que come fuego (es decir, la salamandra) disfrutar de un grano de ganar. 

Conteúdo completo disponível em:






Links:


Slippery Letra

Mask Off Letra

Bad And Boujee - Migos Featuring Lil Uzi Vert

Bíblia Online

Poetry in English

Poesia em Espanhol

Sanderlei Silveira

Sanderlei Silveira

Sanderlei Silveira

History in 1 Minute

Áudio Livro - Sanderlei

Billboard Hot 100 | Song Lyrics - Letras de Músicas

Educação Infantil - Vídeos, Jogos e Atividades Educativas para crianças

Santa Catarina - Conheça seu Estado

Conheça seu Estado - História e Geografia

Poesia em Português, Inglês, Espanhol e Francês

Top 10 BLOGs by Sanderlei Silveira



The Young Man’s Song - William Butler Yeats

Poem 11 - Abid ibn al-Abras

The Dark - Ellen M. H. Gates

Ode I - Amir Khusrow

Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis

Thou Art Not Lovelier Than Lilacs, - No - Edna St. Vincent Millay - Sonnet 18 - Poetry, Poem

Slippery - Migos - Letra Musica - Tradução em Português

As festas populares em Santa Catarina SC

Áreas de preservação no estado de São Paulo SP

Palácio da Justiça do Amazonas - Centro Cultural, Museu - Manaus - Amazonas AM - Brasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário